sábado, 30 de julho de 2011

Pescador de Almas.


Enrolou a linha de náilon no molinete cromado, herança dos tempos de pesca com seu pai. Comprou um anzol que não enferruja. A isca, adquiriu numa loja especializada em brinquedos. A vara não era de bambu, como de alguns índios, ou de plástico frágil, mas sim de carbono sólido e flexível, emborrachada na extremidade.


Jesus, o pescador de almas - ele lera na bíblia em um dos encontros dominicais. Sabia de sua missão. Não se enganara. Estava preparado para assumir tarefa tão benemérita.


Subiu ao andar no qual residia, o vigésimo segundo. Colocou o embrulho na mesa da cozinha. Foi ao armário da sala e guardou em uma gaveta o excesso de linha - sobra do molinete. Encaixou todas as peças como se as equipasse numa espingarda ou em outra ferramenta letal.


Fez o sinal da cruz. Abriu a janela do quarto. Com a vara em punho, tomou impulso e lançou a linha como se a jogasse em águas profundas. Com um soldadinho de chocolate enfiado no anzol, a linha desceu até o décimo terceiro andar. Um menino que brincava próximo à janela do seu quarto, maravilhou-se com o bonequinho de chocolate bailando diante de seus olhos como pêndulo hipnótico.


Subiu numa cadeira. A janela não tinha grade de segurança. Eufórico, o menino fazia força, com a boca bem aberta, para alcançar o doce - a isca no anzol. O garoto já estava por um fio, pendendo no vazio de treze andares que o separava da rua, quando o pai chegou. Antes mesmo que pudesse gritar, deu um salto - como os competidores na corrida de obstáculos - e conseguiu segurar o menino. Ainda atônito, com o suor deslizando incessante pelo seu rosto, absoluta afonia, retirou o anzol que quase cravara na úvula retraída de sua garganta.


A polícia chegou. Procurou o culpado, insano, criminoso. Não encontrou ninguém. No vigésimo segundo andar, apenas alguns peixes estragados, atraindo moscas, foram descobertos na pia da cozinha.



MINI-CONTO ESCRITO por ALEX AZEVEDO DIAS.


3 comentários:

Glal disse...

No mínimo,interessante.E cuidado,pois os cristãos de prontidão talvez falem mal.
http://juventudeinformada.blogspot.com/

Wlisses Freitas® disse...

Gostei muito de o pescador de almas, é sem dúvidas um dos contos mais legais que li nos ultimos dias.

ps: só não curti o final, mas o resto ta show.

Abraço.

mariana disse...

Gsotei,achei muito bem escrito,sem contar que é muito interessante.