terça-feira, 3 de maio de 2011

Meu Livro de Contos Publicado.


Meu livro de contos foi publicado e já está à venda. São 37 contos de minha autoria reunidos em 276 páginas. Como a gráfica da editora só imprime um exemplar sob demanda, é necessário se cadastrar na página da internet em que meu livro está em divulgação para comprá-lo.
Para adquirir um exemplar impresso do meu livro, acessem o site:
- Acabamento da capa: Papel Couché 300g/m², 4x0, laminação fosca.
Acabamento do miolo: Papel offset 75g/m², 1x1, cadernos fresados e colados, A5 Preto e Branco.
Formato: Médio (140x210mm), brochura com orelhas. -

ÍNDICE DO MEU LIVRO:
09 -----------------------------------------O Montinho de Livros
19 -------------------------------------------------- Morte na Folia
33 --------------------------------------------------------------- Cléo
39 --------------------------------------------------------A Amante
47 ------------------------------------------------------------- Katie
57 ------------------------------------------------O Baú Sonhador
69 -------------------------------------------------------Pedro Bege
77 ------------------------------------------------ Transamazônia
86 --------------------------------------------------A Ressurreição
99 ---------------------------------------------------------------Sexo
103 ---------------------------------------A Máscara da Verdade
109 ---------------------------- Romance em Tempos Perdidos
117 -----------------------------------------------------Elias Feijão
123 -----------------------------------------Jurandir, O Químico
131----------------------------------------------Túlio e o Terreiro
139 ------------------------------------------------------Eu Te Amo
149--------------------------------------------- Plácido, A Rainha
155-------------------------------------------------Cafés com Leite
163 --------------------------------------------------------Diálogos?
167 ------------------------------------------------------ Sapatando
173 ------------------------------------------- O Besouro de Praia
177 -----------------------------------------------------O Chamado
181 ---------------------------------------------------------À Janela
187-------------------------------------------------À Mesa do Café
193 --------------------------------------------------------Pedrazul
199 ----------------------------------------Santo Pai, Santa Bala
203 ------------------------------------------------Marta, Mulher
205 -------------------------------------- No Escorrer dos Afetos
211-------------------------------------------------O Amor do Ódio
221-----------------------------------------Quando o Sonho Vive
229---------------------------------------------A Análise de Lena
237--------------------------------------------------Dedos e Anéis
245------------------------------------------------------Toque-me!
251--------------------------------------------------Ser Sem Rosto
257--------------------------------------------Lágrimas e Suores
263----------------------------------------------------------O Vulto
269-------------------------------------------Estilhaços de Alma


Histórias armazenadas no baú do inconsciente infantil. Páginas em branco à espera do folclórico traço do autor. Desaparecimentos espetaculares. Retornos fantasmagóricos.

A confluência do imaginário com a realidade. Qual o ponto em que a ficção toca a realidade?

Será a ficção um conto fictício, ou realidades ditadas pela narrativa ficcional?

A literatura talvez não seja literal – mas litoral – fronteira de fantasias – a verdade do escritor.

Neste livro de contos, Alex Azevedo Dias escreveu estórias surpreendentes que levam o leitor a enigmas com inúmeras possibilidades. A inquietude fascinante da dúvida, contrapondo-se ao amortecimento das soluções.

Seus contos fazem pensar, refletir, rir e chorar. Um fôlego suspenso até a última linha. Personagens que vivem as situações-limite entre falsas realidades e fantasias reais

http://clubedeautores.com.br/book/36753--Os_Sonhos_Despertos

Agradeço e dedico o meu livro aos leitores deste blog no qual meus contos também estão publicados, e aos amigos queridos que me acompanham. Desejo uma excelente leitura! Espero que encontrem boas inquietações, calmarias, e os afetos essenciais para a existência, como tristeza e alegria. Abraços, Alex.


10 comentários:

Ankhmaya disse...

Parabéns, Alex!
Estou torcendo para o sucesso do livro!

Aliás, veja esse edital: http://www.uberj.org.br/uberj/ube/concurso.interno2011.pdf

Acredito que você irá se interessar! :D
E, novamente, parabéns!
www.folhetimonline.com.br

Alex Azevedo Dias disse...

Ankhmaya, agradeço suas generosas palavras. Fui ao site que você me sugeriu. Muito me interessei pelo concurso literário, mas para inscrever um conto, preciso ser membro da UBERJ. As participações são restritas aos membros efetivos. Concurso interno. Verei a possibilidade de me filiar. Abraços cordiais, Alex.

Ankhmaya disse...

Então, realmente esse é um detalhe, mas no resto, você se encaixa perfeitamente. Logo, achei que seria uma boa!

E, por favor, me chame de Fábio. Esse negócio de só ter a conta do google é um problema, pra mim.

Abraços

Alex Azevedo Dias disse...

Ainda não havia sido apresentado ao Fábio. Só ao Ankhmaya. Mas satisfação em conhecê-lo, Fábio. rs...
Mais uma vez, obrigado. Você é filiado? Inscreveu algum material seu no concurso? Abraços...

Ankhmaya disse...

Boa! eheeh
Não, não sou afiliado. Descobri esses concursos pro acaso. E como ainda não tenho material suficiente para montar um livro ou contos inéditos, preferi deixar os concursos pra um futuro próximo.

Você conseguiu ver se há a possibilidade de inscrição, em tempo para o concurso?

Abraços

Alex Azevedo Dias disse...

Como é um concurso interno, não há possibilidade para nos tornarmos membros e participarmos simultaneamente. Mas avaliarei a disposição da instituição para o processo de filiação. Um lugar em que há divulgação de concursos literários, é o site da comunidade literária Benfazeja. Abraços...

Arash Gitzcam disse...

Parabéns, brother! Não é qualquer escritor que chega nesse ponto...

E obrigado pelos comentários cativantes! Vlw, té mais!

Alex Azevedo Dias disse...

Obrigado, Arash! Uma vez eu li uma frase que dizia que mesmo qualquer coisa não é uma coisa qualquer. Abraços...

Neusa Fiesta disse...

É fato que o homem contemporâneo já não lê tanto quanto outrora; é um leitor sem tempo para a leitura. Ou poderia dizer mais: para uma boa leitura, um bom livro. E surge neste contexto a pergunta sobre o que restou para os novos escritores. O que escrever diante deste quadro, desta falta de leitor?
O novo escritor já se depara com essa problemática bem antes de começar a escrever o seu livro. Ele está ciente dos obstáculos que terá que superar diante desta fatalidade. A começar pela editora, que em sua maioria, procura sempre publicar livros/autores que tenham um retorno financeiro rápido. Entram aqui os livros considerados "Best Sellers" e os de auto-ajuda.
Outro obstáculo, e este é o pior, é sobre o que escrever, posto que tudo já foi dito pelos escritores do século XX.
O novo escritor deve recriar o que já foi escrito com maestria, nova roupagem, transformar um simples fato do cotidiano em arte literária, dizer o inaudito. Deve lembrar-se de que este novo leitor é, acima de tudo, o leitor que não tem mais tempo a perder.
E é aqui que destaca-se a importância do contista por ser este estilo o mais lido na contemporaneidade, devido a esta falta de tempo. Leitura rápida, com bons ingredientes, mas em menor volume.

Amigo poeta, escritor: desejo que seu trabalho usufrua de merecido reconhecimento. Reconhecimento a um escritor que traz alternativas ao leitor "sem tempo" de abandonar livros que, de certa forma, não passam de lixos consumíveis!

Parabéns e sucesso!
BEIJOSSSSS

Neusa Fiesta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.